setor Gráfico sofre com a alta da Celulose

Em ano de eleição, setor Gráfico sofre com a alta da Celulose

Desde janeiro do ano passado, setor Gráfico sofre com a alta da Celulose, segundo a regional de São Paulo da Associação Brasileira da Indústria Gráfica (Abigraf-SP), o reajuste médio do preço do papel supera 40%. Ainda, de acordo com Sidney Anversa Victor, Presidente da Abigraf – SP, quem sofre com a alta são os consumidores que precisam arcar com o aumento dos custos da maior parte dos produtos “Não há como não repassar esse aumento para o cliente, aumentando a conta para o consumidor final”.

E o quadro tem tendência a piorar devido ao aumento dos custos do papel. A alta da Celulose torna para os setores gráficos um desafio para os setores gráficos se reinventarem para ser manter no mercado. Portanto, as gráficas precisam se programar neste ano eleitoral.

Fontes:

https://www.dci.com.br/industria/industria-grafica-enfrenta-margens-apertadas-diante-da-alta-na-celulose-1.722816

http://www.gsnoticias.com.br/noticia-detalhe/educacao-cultura-sociedade/graficas-pedem-reducao-imposto