Reciclagem de papel em números

Reciclagem de papel em números, Saiba como ajudar o planeta

Conforme a Associação Brasileira de Celulose e Papel (BRACELPA), o Brasil é um dos países que mais consomem produtos derivados do papel no mundo. A cada dia, o país alcança novos recordes de reciclagem e aproveitamento deste insumo, mas ainda há muito a ser feito – e muitas coisas dependem de cada consumidor, de cada brasileiro.

Master Color e os recicláveis – Uma questão de valor

A Master Color é uma gráfica especializada em produzir materiais personalizados – agendas escolares e corporativas, além de cadernos personalizados – com material reciclado de alta qualidade. A proposta da empresa sempre foi trazer ao público a necessidade de usar produtos recicláveis e reciclados, de modo a levar a marca do cliente adiante.

E como a sustentabilidade tornou-se um importante valor entre as empresas e pessoas, nada melhor do que customizar a sua papelaria com um produto sustentável. Nossas soluções ajudam o planeta e conscientizam as pessoas, que também farão uso de um material de alta performance e grande utilidade.

O Brasil cada vez mais reciclado

Conforme a Associação Brasileira de Celulose e Papel (BRACELPA), o papel é um dos produtos com maior taxa de reciclagem no Brasil. No total, 45,5% de todos os papéis que circularam no país, em 2011, foram encaminhados à reciclagem. Já conforme a Associação Nacional dos Aparistas de Papel (ANAP), em 2013-2014, a taxa de recuperação de papéis recicláveis no Brasil foi de 58,9%. O maior índice ficou com os papéis ondulados e kraft: 78,4% de taxa de recuperação.

Há 31 tipos de aparas de papel, em que os reciclados podem ser divididos: aparas de papel marrom (ondulados e kraft), aparas de papel branco com pasta de alto rendimento (jornal e revista), aparas de papel branco sem pasta mecânica (offset e couché) e aparas de papel-cartão. As aparas de papelão ondulado respondem por cerca de 70% do total comercializado no país. Nem todo tipo de papel é reciclável, como é o caso dos higiênicos e sanitários. Mas a maior parte é, e o brasileiro pode fazer a diferença adquirindo produtos oriundos de materiais reciclados.

Novos produtos a partir de papel reciclado

Não apenas agendas e cadernos e outros materiais de papelaria são o destino dos papéis que passaram por um processo de reciclagem: há muitos outros produtos que são oriundos deste processo do papel, como revestimentos, revistas, jornais, forros de sapatos, decoração, caixas de todos os tipos, etc.

É o consumo consciente que torna a reciclagem possível e reduz os custos da produção de novos produtos. Além disso, é o consumo adequado que faz com que o meio ambiente seja medo agredido na produção e descarte de papel e seus derivados. Faça as escolhas certas e contribua os a manutenção dos recursos naturais!